quarta-feira, 20 de maio de 2015

Prefeito Casé de Paraty se recupera dos ferimentos que sofrera em atentado na saída do paço municipal

(foto Sidney Austaquio arquivo pessoal)
 prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda (PT),que foi alvo de um atentado na noite desta terça-feira, se encontra internado no HGJ (Hospital Geral da Japuíba, em Angra dos Reis.

 A assessoria de imprensa da prefeitura de Paraty informou que o estado do prefeito e do servidor é estável. Os dois estão conscientes e foram submetidos a exame de tomografia computadorizada.

O secretariado de Casé, como o prefeito é conhecido, fez uma reunião de emergência na manhã desta quarta-feira para discutir medidas de segurança, atualizar informações sobre o quadro clínico do prefeito e avaliar as futuras ações do governo municipal. Durante o encontro, o secretário de Saúde, Paulo Eduardo, leu uma mensagem do prefeito Casé. "Agradeço a todos pela solidariedade e pelas orações. A população de Paraty pode ficar tranquila: nosso governo não vai se intimidar e vai manter as transformações em curso na cidade."

Carlos José Gama, prefeito de Paraty, no Rio de Janeiro, sofreu um atentado nesta terça feira (19). Ele saía da prefeitura acompanhado de um assessor quando um motoqueiro fez os disparos. Casé, como é conhecido, foi atingido de raspão na cabeça. O homem fugiu logo após os disparos.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Mulher francesa morre queimada em sua casa no Condomínio do Frade Angra dos Reis


Uma decoradora francesa de 71 anos morreu queimada em um incêndio na madrugada desta terça-feira (19), em sua residencia no condomínio do Frade em Angra dos Reis. Michele Ceto Pardon estava sozinha em casa quando as chamas começaram. As informações são da equipe de reportagem do RJTV.
Ainda segundo a equipe do telejornal, o fogo se espalhou para residências próximas, mas nenhum vizinho se feriu. O Corpo de Bombeiros só conseguiu controlar o incêndio pela manhã, apesar de ter começado o trabalho de combate durante a madrugada. A perícia da Polícia Civil esteve no condomínio, mas a origem do fogo não havia sido divulgada até a publicação desta reportagem.
O corpo de Michele, que morava há 40 no Brasil, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A família dela, que mora na França, já foi avisada sobre o incidente.


Prefeito Casé de Paraty-RJ sofre tentativa de homicídio

O prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda (PT), 44 anos, o Casé Paraty, sofreu um atentado no início da noite desta terça-feira quando deixava a sede da prefeitura do município.
Prefeitura de Paraty emite nota esclarecendo ocorrido com o prefeito.
  
Veja nota na íntegra: 
A Prefeitura de Paraty informa que o prefeito Carlos José Gama Miranda, o Casé, foi alvo de um atentado no início dessa noite, atingido de raspão na cabeça por um tiro quando deixava o Paço. O funcionário público Sérgio José, que acompanhava o prefeito, também foi atingido por um tiro de raspão na cabeça.
O atentado ocorreu por volta das 19h. Um motociclista estava à espreita na entrada da prefeitura e fugiu após efetuar os disparos. O prefeito e o servidor público foram imediatamente encaminhados para o Hospital Municipal, ao lado da prefeitura, onde foram medicados e já se encontram fora de perigo. Equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar estão à procura do motociclista que fez os disparos. Imagens de câmeras de vigilância da prefeitura serão utilizadas para tentar identificar o bandido.
A Prefeitura de Paraty condena com veemência esse episódio gravíssimo de violência e agradece a solidariedade da população. A administração também ressalta a mobilização de familiares e amigos, que, assim que souberam do atentado, iniciaram uma vigília na porta da prefeitura, torcendo pela recuperação das duas vítimas.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Promoção da pizza 1010

para concorrer você precisa votar em uma das imagens e compartilhar em seu mural no facebook.

Vote e Compartilhe e concorra a 1 mês de Pizza de 0800!!!!!

Clica no link para participar:
https://www.facebook.com/pizzaria1010/photos/a.416881545084830.1073741828.384696051636713/662526623853653/?type=1&theater


domingo, 17 de maio de 2015

Fantástico mostra caso de nora que casou com o sogro para receber pensão de quase R$ 3,5 mil


Justiça desconfia de união entre nora com sogro à beira da morte no PR
Nora, quase 50 anos mais nova se casou com o homem à beira da morte. Trinta e oito dias depois do casamento, sogro morreu.

Com as mudanças com as novas regras do pagamento de pensão por morte do INSS, o Governo quer combater os chamados "viúvos profissionais". Como é o caso de uma mulher que foi condenada no Paraná porque se casou com o próprio sogro, que estava à beira da morte.

Aposto que vocês nunca ouviram uma história como esta que o Fantástico vai contar. Então, vamos começar pela árvore genealógica de uma família. Natalino teve um filho com a Ana Carolina, o Rhuan. O Rhuan é neto do Seu Missilino e da Dona Georgina, que são pais do Natalino. Quando o Rhuan tinha dez anos, ele ganhou um irmão. Ou seja, a Ana Carolina teve mais um filho, que segundo ela não é do Natalino e, sim, do Seu Missilino, seu próprio sogro dela. Estranho né? Pois é, a Justiça também achou essa história muita suspeita.

“Esse caso, ele chamou, particularmente, a atenção pela riqueza de situações que eu chamaria de esdrúxulas que envolvem todo o caso”, destaca o juiz Edilberto Barbosa Clementino.

Tudo começou em Guarapuava, no Paraná, onde hoje fica um prédio, em 2007, era uma casa. Nela, segundo a Justiça, Ana Carolina e Natalino levavam uma vida de casal. Os vizinhos confirmam isso.

“Todo mundo sabia que era o marido dela”, diz uma vizinha.

Os vizinhos contam ainda que, na época, os pais de Natalino, Seu Missilino e Dona Georgina viviam na mesma casa que o filho, mas estavam muito doentes.

Dona Georgina morreu e Seu Missilino foi internado em Guarapuava bastante debilitado. Ele deu entrada no hospital usando cadeira de rodas e sem falar. E, mesmo estando nessas condições, em dezembro de 2008, ele se casou de novo. E se casou com Ana Carolina, a própria nora, quase 50 anos mais nova. A união suspeita durou muito pouco tempo. Trinta e oito dias depois do casamento, Seu Missilino morreu.

Duas semanas depois da morte do idoso, Ana Carolina entrou no INSS com um pedido de pensão do então suposto marido. Só que não mais na cidade onde a família morava. Foi em Foz do Iguaçu, que ela deu continuidade ao que, mais tarde, a Justiça concluiria que não passava de uma fraude.

“Esse amor teria surgido com uma pessoa acamada, vítima de dois AVCs muito severos. Esse senhor, ele já não tinha forças mais nem para segurar a caneta para poder materializar o ato do casamento”, destaca o juiz.

Cinco meses depois da morte de Seu Missilino, em primeiro de julho de 2009, Ana Carolina teve um segundo filho. Ela garante que esse filho é do ex-sogro, e registrou o menino no nome de Seu Missilino. Para a Justiça, outra mentira. O processo mostra que Seu Missilino estava internado em estado grave na época em que ela engravidou.

“A atribuição da paternidade para o senhor de idade era absolutamente inadequada, impossível de ter acontecido”, afirma o juiz.

O depoimento de Ana Carolina ao juiz foi gravado em áudio.

“Meu casamento não foi uma fraude. Foi um casamento real, que existiu. Existia amor”, disse Ana Carolina.

Atualmente, Ana Carolina mora em Foz do Iguaçu, no Paraná, e trabalha em Ciudad Del Este, no Paraguai. Lá, fica uma universidade, onde Ana Carolina é coordenadora dos alunos brasileiros. E esses mesmos alunos confirmam que, até hoje, ela e Natalino, o filho de Seu Missilino, vivem juntos.

“A gente vê eles juntos em festas juntos, em bares juntos. Na verdade todo mundo ali sabe que eles têm uma vida juntos”, conta um aluno.

Fato também negado por ela em depoimento.

Juiz: Quando que a senhora cessou seu relacionamento com Natalino?
Ana Carolina: Logo que eu engravidei, meus pais me mandaram embora de casa e fui viver na casa dele. E ele sumiu.

Durante três dias seguidos, a equipe do Fantástico veio em horários diferentes até a faculdade tentar encontrar a Ana Carolina, mas em nenhuma das vezes em que esteve no prédio ela foi localizada. Só conseguimos falar com ela depois, por telefone. Ela reafirmou que seu casamento com Seu Missilino foi legítimo e que tem direito à pensão por morte.

“Só fui casada uma vez na vida. Só sou casada com o Missilino. Nunca fui casada com outra pessoa. Nunca casei com o Natalino, eu tive um filho do pai dele. Eu não sou uma estelionatária como o governo está dizendo, como o juiz está falando. Eu casei. Tenho testemunhas de que vivi casada”, conta Ana Carolina.

Casos suspeitos assim foram uma das razões que fizeram o governo enviar ao Congresso uma medida provisória para mudar as regras de pagamento de pensões por morte.

“Nós precisamos coibir a possibilidade legal de situações como essa de casamentos de oportunidade”, diz o ministro da Previdência Carlos Eduardo Gabas.

Pela medida, para receber o benefício, será preciso comprovar, no mínimo, dois anos de convivência. E o segurado tem que ter contribuído por, pelo menos, dois anos. Além disso, só quem tiver 44 anos ou mais receberá o benefício pelo resto da vida. Quanto mais novo o viúvo ou a viúva, menos tempo vai durar a pensão.

Nesta semana, a Câmara votou a medida e baixou para um ano e meio o tempo de contribuição. Agora, o texto vai para o senado e, depois, para a presidente Dilma sancionar. E o governo garante. “Ninguém receberá menos que um salário mínimo. Lembrando que as atuais pensões não serão modificadas”, afirma o ministro.

Menos a da mulher que se casou com o sogro. Ela foi condenada pela Justiça no Paraná e, no último dia 1º de maio, o INSS suspendeu o pagamento da pensão de quase R$ 3,5 mil que Ana Carolina recebia. Ela diz que vai recorrer.

Fantástico: Foi um estelionato?
Edilberto Barbosa Clementino, juiz: Foi um estelionato, reconhecido em sentença e confirmado pela instância superior.

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/05/justica-desconfia-de-uniao-entre-nora-com-sogro-beira-da-morte-no-pr.html

domingo, 10 de maio de 2015

Vereador de Parauapebas sobre seu salário de mais de R$ 10 mil : ''Mal dá para sobreviver''

Vereadores do município recebem salário de aproximadamente 17 salários mínimos


Uma declaração do vereador Odilon Rocha de Sanção (SDD) gerou polêmica na cidade de Parauapebas, no Estado do Pará. Na sessão do dia 24 de abril, na Câmara do município, o político, que está em seu quinto mandato, criticou o salário pago aos vereadores. "O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês", declarou Odilon.

"O vereador, para sobreviver com o salário de R$ 7.800 [salário após descontos] aqui dentro desta casa, com o padrão de vida que depois de eleito ele tem e não é só eu, a gente dá mal para sobreviver", disse Odilon durante a sessão da última quinta-feira (7), tentando justificar o comentário, que teve uma grande repercussão nas redes sociais. "Se for para eu sobreviver apenas com esse salário, com certeza absoluta eu não passaria o padrão de vida que eu levo hoje", afirmou o vereador, que negou estar acusando algum colega de casa de ser corrupto.

SALÁRIO - Os 15 vereadores de Parauapebas recebem, cada um, R$ 10.013 de salário bruto, ainda sem os descontos de impostos. Os políticos recebem ainda R$ 2.800 para despesas com combustível e R$ 1.00 para despesas com telefone, somando o valor de R$ 13.813, aproximadamente 17 salários mínimos. Além disso, os vereadores usufruem de uma caminhonete alugada pela câmara e diárias para viagens, que variam de R$ 300 a R$ 800.

Fonte: jconline.ne10.uol.com.br/

sábado, 2 de maio de 2015

Moradora do Belém que foi atingida por ponto de ônibus pede socorro.

Elaine de Fátima diz que não teve nenhuma assistência da prefeitura.

A dona de casa Elaine de Fátima Torres Tognochi,55 anos, disse que ficou ferida após ser atingida por escombros do ponto de ônibus que desabou sobre os passageiros no bairro Belem. A moradora alega que não recebeu nenhuma assistência da prefeitura e cobra uma solução, pois tem passado momentos muito difíceis sem condições de trabalhar, alem disso, sua rotina passou a ser sofrimentos constantes, sofre dores em todo o corpo e só ameniza com injeção de analgésico com isso vive mais no hospital que em sua casa. alem de vários medicamentos que pouco surtem efeitos,ela mostrou vários medicamentos entre eles; Miosan, Poltax, Prati, Omeprazol, Ibuvix, Metformina e Dormec.

O acidente aconteceu no dia  27 de setembro 2014. dona Eleine contou que ficou sob os escombros durante muito tempo aguardando socorro e foi levada ao HGJ (Hospital Geral da Japuiba), segundo ela o medico apena passou alguns analgésicos e mandou ela ir para casa. 

_ "Minha vida mudou muito, depois desse dia passo noites em claro chorando de dor, sinto muita dor no corpo, tomo vários remédios, só consegui marcar ortopedista para o dia 07/05/2015 e o RX  só para dia 11/05/2015, estou vivendo dia após dia de de angustia e dor", falou. 






quarta-feira, 22 de abril de 2015

Confira as praias próprias e impróprias para o banho em Paraty

Cinco prais de Paraty, estão própria para banho. Entre elas estão São Gonçalo, Tarituba, Mambucaba e Trindae — veja abaixo a relação completa de onde o banho está liberado e onde não é recomendado.
As informações são do último boletim de balneabilidade divulgado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), correspondente a abril de 2015.
Tarituba

..... Praias Próprias      

Paraty-Mirim
São Gonçalo
Tarituba
Prainha de Mambucaba
Praia do Meio (Trindade)

     Praias Impróprias      
Pontal
Jabaquara
Terra Nova
Praia Grande de Corumbê