Get Adobe Flash player

sábado, 21 de março de 2015

Homem caminha por três dias pedindo ajuda para retirar tumor gigante de 7 kg do seu rosto


O Sr. Sambany realizou uma cirurgia facial em Madagascar que salvou sua vida. Ele teve um tumor com peso total de quase 7 kg retirado de seu rosto após caminhar 3 dias para pedir ajuda.
Sambany ficou sabendo que o navio Mercy Ships estava nas proximidades. Ele é conhecido em todo o mundo por ajudar pessoas com problemas de saúde, através de cirurgias e tratamentos gratuitos nas nações mais pobres do planeta.

Mercy Ships também atende fora de seu transatlântico e já operou milhares de pessoas com doenças graves e debilitantes. Mas, apesar de ser composta por uma equipe experiente e altamente capacitada, os médicos não estão acostumados a encontrar casos tão extremos como o do Sr. Sambany.
O paciente comentou que andou mais de 72 horas para chegar ao porto de Toamasina. Ele percebeu que algo estava errado aos 20 anos, quando seu rosto começou a desenvolver uma “massa” na face. Primeiro, um inchaço surgiu na bochecha esquerda e começou a crescer até atingir o tamanho equivalente a 2 vezes o volume de sua cabeça.


Após chegar ao navio, os médicos avaliaram seu rosto e realizaram uma cirurgia de 12 horas de duração.
“Meu coração está muito, muito, muito feliz. Estou muito feliz, muito feliz. Eu sei que sem cirurgia eu iria morrer. Eu sabia que poderia morrer na cirurgia, mas já me sentia morto por dentro há muito tempo”, disse eufórico o Sr. Sambany.


Após a cirurgia, foi entregue um espelho para que ele pudesse ver a si mesmo sem o tumor depois de carregá-lo por 40 anos.
Agora, ele precisará permanecer no navio por alguns meses para se recuperar completamente da cirurgia que foi classificada como bastante complexa.
O Sr. Sambany ficou sabendo do navio humanitário através de um amigo. Judy Polkinhorn, Diretora Executiva da Mercy Ships, disse: "Graças à habilidade especializada de nossos voluntários incríveis, o Mercy Ships é capaz de realizar feitos especiais, cirurgias que mudam a vida”.
"Estou tão emocionada ao ouvir sobre a história de Sambany - ele realmente resume a importância da caridade”, finalizou Judy.

FONTE: Mirron

Veja como fazer um arroz gostoso e soltinho

Prato comum na mesa do brasileiro, o arroz branco nem sempre é sinônimo de comida fácil de fazer. Para muitas pessoas, preparar este prato tão trivial é um verdadeiro desafio, afinal ele empapa com facilidade e quando você abre a panela lá está ele: um legítimo arroz no melhor estilo "unidos venceremos". Isso acontece porque o arroz contém grandes porções de amido em sua composição. E o amido tem a propriedade de gelatinizar em contato com a água. É essa reação físico-química que proporciona um feijão caldoso ou aquela textura de "chiclete" tão gostosa no pão de queijo, na tapioca, no sagú, no mingau – ou ainda o creme que se forma no risoto e no arroz doce. 
Para conseguir um resultado sequinho, é preciso minimizar o contato do amido com a água. Para isso você deve seguir alguns passos básicos. Confira: 

1. Lave o arroz: todo arroz que não seja integral sofreu um polimento que retirou sua casca protetora e fibrosa, até chegar ao interior do grão, onde está a maioria do amido. Por isso arroz integral quase não gruda. Ao comprar um pacote de arroz branco, você pode ver uma "farinha" no fundo, que é resquício do polimento. A farinha de arroz tem enorme poder gelatinizante. Por isso, lave o arroz que for usar em água fria corrente até a água sair límpida e deixe-o escorrer por alguns minutos até que seque novamente. Não vale lavar todo o pacote e deixar guardado. Ao lavar, a proteção natural do arroz à contaminação é diminuída drasticamente. Sua validade, que é de meses, será reduzida a horas. 

2. "Sele" os grãos: para minimizar o contato do amido com a água, refogue os grãos em alguma gordura bem quente, com o tempero que desejar. Fritar o arroz funciona como grelhar uma carne. A ideia é criar uma espécie de crosta, capaz de preservar a umidade e nutrientes internos, impedindo o transporte de substâncias entre o interior do alimento e o ambiente. No arroz, o calor acima de 150ºC queima parte do amido da superfície, anulando parte de suas propriedades. Além disso, o arroz refogado absorve menos água da cocção, ficando fino, branquinho, saboroso e al dente. Ao contrário, o arroz fica aguado: inchado, mole, translúcido, com menos sabor. 

3. Não mexa!: após adicionar a água (pode ser fria ou quente; isso não afetará a produção de gelatina!), mexa o arroz o mínimo possível. O movimento com talheres acaba por quebrar alguns grãos, o que colocará o amido interno em contato com água. Se precisar mexer, use preferencialmente uma colher de pau ou de plástico e seja breve e gentil nos movimentos. 

4. Deixe-o secar: quando o arroz estiver aparentemente sem água e quase no ponto, desligue, tampe a panela e espere alguns minutos antes de gelar ou servir. O calor da panela tratará de concluir a cocção, levando o arroz ao ponto ideal, e evaporar a umidade residual que estava grudada nos grãos quentes. Isso é fundamental para evitar que os grãos amoleçam, já que a crosta obtida no refogado não é capaz de resistir à hidratação prolongada. Ficando úmido, o arroz fará trocas de água e de amido com o ambiente, amolecendo por dentro e grudando for fora. 

Se ao final do processo, os grãos parecem grudados, não se desespere: solte-os com a ajuda de uma colher de pau ou plástico ou sacuda a panela vigorosamente. Para intensificar o resultado soltinho, você pode adicionar uma pequena colher de margarina na hora que desligar o fogo ou quando aquecer o arroz. O óleo fará com que os grãos escorreguem entre si ao invés de grudarem. Lembre que geladeira e freezer são locais úmidos, por isso é provável que um arroz perfeito se transforme num bloco após gelado. Use o truque da margarina para aquecer e tampe sempre muito bem o recipiente onde for armazená-lo. 

Arroz parbolizado 

Arroz parbolizado não gruda porque recebe uma espécie de "banho de silicone", que impede contato direto da água com o amido da superfície. Esse banho, porém, apresenta textura levemente rançosa, que pode ser desagradável a alguns paladares. Se não for refogado, ficará inchado, mole e aguado. Mesmo para ele, vale o princípio de não mexer para não quebrar grãos. As versões em saquinho impossibilitam que o arroz seja refogado, mas são à prova de mexedores compulsivos. 

Para os iniciantes, a receita-base é 1 xícara de arroz para 2 de água, mas isso varia de acordo com cada marca e até com a umidade do ar. Por isso, use menos líquido e vá provando o arroz quando o cozimento começar a secar. Se estiver muito duro, adicione mais um pouquinho de água. Se o arroz já estiver pronto, mas imerso em caldo, basta escorrer, colocar de volta na panela e levar ao fogo baixo por mais alguns minutos para secar. *(As orientações são da chef Rosa Fonseca) 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Segundo Inea.Transpetro omitiu informações sobre vazamento de óleo em Angra, e terá que pagar multa de R$ 50 milhões

O valor da multa que a Petrobras Transporte terá que pagar pelo vazamento de óleo no mar de Angra dos Reis, subiu de R$ 2,38 milhões para R$ 50 milhões. A determinação é do Conselho Diretor do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A decisão foi tomada durante uma reunião emergencial na tarde desta quarta-feira (18). As informações são da assessoria de comunicação do Inea.

Inicialmente, a Transpetro havia informado que 560 litros de óleo vazaram da plataforma, na última segunda-feira (16), durante uma operação de transferência entre navios. O acidente ambiental foi registrado no píer da Baía da Ilha Grande, dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Tamoios.

Durante um novo sobrevoo das equipes de emergência do Inea, na área indicada pela Transpetro, foi verificada que "a extensão da mancha é muito maior, o que leva a crer que a empresa omitiu informações”, informou o Inea, através de comunicado.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Chuva e ventania causam transtornos, em Angra dos Reis



A chuva que caiu na tarde desta segunda-feira,16/03, embora rápida, foi suficiente para causar estragos e transtornos a moradores. Os ventos fortes foram um agravante.
No morro da Constância, Frade, o vento arrancou arvores, esta caiu sobre o telhado da minha casa, (FRADE ONLINE) destruiu uma parte da varanda. É a segunda vez que minha casa foi atingida por troncos, este ano, após ventania.

Óleo vaza de uma plataforma da Petrobras, no mar de Angra dos Reis

Um vazamento de óleo aconteceu na manhã desta segunda-feira (16), no mar de Angra dos Reis.O acidente ambiental ocorreu durante uma operação de descarregamento de uma plataforma da Petrobras Transporte – Transpetro localizada na ponta leste.

De acordo com o Inea, o óleo foi contido com boias, mas não havia sido feita a contabilidade da quantidade de material derramada no mar.

Em nota, a assessoria de imprensa da Transpetro informou que a operação foi imediatamente interrompida e o vazamento foi contido. Segundo a Transpetro, o vazamento ocorreu durante um descarregamento do navio Gothemburg.

"As equipes de contingência estão trabalhando no recolhimento do produto. As autoridades ambientais e marítimas foram informadas", disse a nota.

Filhote de baleia cachalote encalha na praia do Sul, na Ilha Grande - RJ


Uma baleia da espécie cachalote morreu na manhã desta segunda-feira (16) na praia do Sul, na Ilha Grande. De acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o animal, que encalhou na tarde de domingo, estava muito ferido.
O Inea informou que a baleia é jovem e mede aproximadamente 7 metros. Técnicos do instituto acreditam que ela tenha se perdido da mãe e do resto do grupo, porque animais dessa espécie vivem em alto mar e não chegam próximo a costa.
Durante a noite, o Inea informou que houve uma coleta de material da baleia que será encaminhado para um laboratório especializado em animais marinhos no Rio de Janeiro. A análise apontará as causas da morte. Por causa do mar agitado, a carcaça só deve ser retirada da praia na terça-feira (17).

sexta-feira, 13 de março de 2015

Vereador enlouquece e ameaça prender moradora durante sessão na Câmara de Angra dos Reis

Na Sessão desta quinta feira 12/03/15, no plenário da Câmara de Angra dos Reis, o vereador Chapinha do Sindicato (PSD), teve um surto de estrelismo e se irritou com a moradora e blogueira Regina Célia, ameaçou chamar a PM para prende-la por desacato, aos berros ele apontou o dedo em riste para a blogueira que estava na área de imprensa, e disse que se ela continuasse a falar ele iria chamar a policia para prender ela por desacato á autoridade. O fato ocorreu durante uma discussão com o vereador da oposição,José Antonio (sem partido), sobre a roubalheira na Petrobrás, no momento que ele foi tentar justificar sua tese, a discussão já tinha saído da pauta, mesmo assim ele insistiu tentando uma resposta ao vereador da oposição que estava perto da moradora, ela apenas perguntou ao vereador o que tinha a ver a palavra do vereador Chapinha com a matéria em pauta, o vereador começou a gritar e mandar ela calar a boca.

Vereador Chapinha do Sindicato
Blogueira Regina Célia 


Assista ao vídeo 

Policia da Tailândia resgata cães que seriam contrabandeados para restaurantes do Vietnã

Milhares de cães foram resgatados após serem encontrados em gaiolas minúsculas, durante uma operação policial no nordeste da Tailândia, perto da fronteira com Laos. 
Segundo as autoridades, os cachorros iriam até o Vietnã, onde seriam abatidos e teriam a carne comercializada com restaurantes locais. 
A carne canina ainda é uma iguaria bastante apreciada na culinária do país asiático.
A polícia conseguiu interceptar quatro caminhões que, no total, transportavam 1.011 cães. No entanto, 119 animais morreram sufocados ou quando foram atirados no fundo dos veículos no momento em que os traficantes de animais fugiam da polícia. 
De acordo com o capitão Prawat Pholsuwa, dois tailandeses e um vietnamita foram presos e responderão processo por tráfico e transporte ilegal de animais.
A pena máxima para os dois crimes é de apenas um ano de prisão ou multa. 
Os traficantes tailandeses recolhem cachorros no interior do país e os levam ao Vietnã, onde recebem até R$ 52 por animal. 
Fonte "Sky News"
O cachorro é uma espécie em risco de extinção nas províncias tailandesas próximas ao Laos, segundo ativistas. Devido à alta demanda por carne de cachorro em países próximos, como China e Vietnã, cerca de meio milhão de cães são exportados ilicitamente, em condições precárias.